30 outubro 2012

Mês das Bibliotecas Escolares II


Ainda sobre as bibliotecas escolares, a professora de Português, Sandra Figueira, solicitou aos seus alunos do 8º ano que refletissem sobre a sua importância, aqui ficam alguns comentários:
 “Quando eu era pequena não gostava nada de ler, mas na minha escola há sempre concursos de leitura. Aí aprendi a gostar de ler.” - Clara Matias (8ºD)
“Considerem-se uns sortudos por terem uma biblioteca escolar, pois até para fazerem um trabalho que o professor tenha pedido, podem contar com a ajuda dos livros que lá estão disponíveis.” - André Rocha (8ºD)
“Há tanto por onde escolher…desde romances a aventuras, ficção científica, poesia…e nada melhor para encontrar todos estes temas que na biblioteca. Já pensaste que podes viver uma aventura na biblioteca da tua escola, apenas com um livro?” - Marta Reinaldo (8ºD)
“Na biblioteca poderás encontrar livros sobre todos os assuntos. Por exemplo, se fores um aventureiro, tens várias sagas, como Harry Potter e a Pedra Filosofal; se preferires BD, tens o Tintim ou o gato mais conhecido, comilão e preguiçoso do mundo o Garfield. Para as meninas admiradoras de diários existe o Diário de Anne Frank.” - Tatiana Tavares (8ºE)
Na minha biblioteca escolar há livros para todos os gostos e os jornais do dia." - Catarina Pires (8ºE)
                                                                                                       

Mês das Bibliotecas Escolares I



O mês de outubro está a chegar ao fim e é tempo de fazer um pequeno balanço das atividades promovidas pelas bibliotecas escolares do nosso agrupamento. Para além das sessões, que ainda estão a decorrer, sobre a importância das bibliotecas para a memória coletiva, reflexão que vai ao encontro do tema escolhido para este ano: Bibliotecas escolares: uma chave para o passado, presente e futuro, realizaram-se outros pequenos desafios. Por exemplo, a procura de autores, livros, excertos de textos e personagens que estiveram espalhados por diversos espaços das escolas/bibliotecas (em novembro serão divulgados os vencedores!) ou histórias “escondidas” que a professora bibliotecária Fátima Pinto levou aos até aos mais pequenos. 



19 outubro 2012

Manuel António Pina


E o nosso país ficou mais pobre. faleceu o escritor, entre outras muitas coisas, Manuel Pina. O primeiro livro "para" crianças que Manuel António Pina escreveu tinha por título O País das Pessoas de Pernas para o Ar. Foi em 1973 e obrigou-o "a uma conversa com a PIDE, por ter desrespeitado a religião católica". Motivo: a história O Menino Jesus não Quer Ser Deus. O autor contou este episódio na XVIII Conferência de Literatura Infantil da Gulbenkian, altura em que disse também: "Eu sei lá para quem é que escrevo." E assim reforçou a embirração que se lhe conhece com a fórmula "literatura 'para' crianças".

Seria esta obra que viria "a estimular muitos autores a entrar no mundo da literatura infantil", disse ao PÚBLICO o escritor Álvaro Magalhães. Amigos há 30 anos, Álvaro Magalhães chamou-lhe "Navegador solitário" num artigo que escreveu para o Jornal de Letras em 2008 sobre o agora prémio Camões. "Pois bem, os livros ditos infantis do Manuel António Pina são um pouco assim: como se fossem literatura para adultos, mas tão melhores que até as crianças os podem ler." Depois desta obra inicial, seguiram-se outras igualmente inovadoras, como Gigões & Anantes, O Têpluquê, Perguntem aos Vossos Gatos e Cães ou O Inventão. 

 

Neste universo, os textos de Manuel António Pina "são sempre poemas". É uma literatura que assenta na materialidade da linguagem, conjugada com humor e nonsense. Um talento ímpar em virar as palavras do avesso (ou de "pernas para o ar"). Experimentem, tenho a certeza que vão gostar.
CC

14 outubro 2012



  

Quem vos disse que outubro era o mês em que as folhas caíam e o inverno se aproximava? Quem vos disse que este mês pouco mais acontecia do que testes, testes e talvez chuva? Quem? Enganou-vos! Até pode ter tudo isso, mas também é o mês das Bibliotecas Escolares. Todos os anos, em outubro e internacionalmente,  se comemora este espaço tão importante e que cada vez tem mais destaque na nossa sociedade, este ano com o tema   
  “ Bibliotecas Escolares: uma chave para o Passado, Presente e Futuro”(A key to the Past, Present & Future).
  Para que o nosso agrupamento se junte a esta comemoração, as bibliotecas propõem um conjunto de atividades que decorrerão ao longo de todo o mês. Aqui fica uma delas:
Desafios de Leituras – À entrada da escola encontrarão imagens de escritores, excertos de textos e poemas. Terão que identificar cada um desses escritores e descobrir que excerto lhe corresponde. Estes dados serão registados num pequeno impresso que se encontra na biblioteca. É também neste local que o podem entregar depois de preenchido, de 9 de outubro até 18 do mesmo mês. A participação na atividade é individual e será comunicada aos respetivos professores de Português que, decerto, a valorizarão!
Esta importância é graças a vós e por isso é a pensar no nosso público que estamos sempre a imaginar novas atividades e que vos pedimos que sugiram coisas novas que gostariam de realizar na vossa biblioteca, que estejam ao nosso alcance concretizar. Para já, recordo-vos que o tema para este ano letivo, não só da Biblioteca e sim de toda a escola é O MAR. Sugiram-nos obras relacionadas com este tema, falem com os vossos professores para trabalhar esta questão e não tem de ser obrigatoriamente na disciplina de Português! Vamos fazer aquisições para a Biblioteca, há algum título para livro, DVD ou até CD que gostassem de ver por lá? Digam-nos, se estiver relacionado com o mar ainda melhor!
Deixo-vos três sugestões de leitura "marítimas", presentes na nossa Biblioteca  Todas valem a pena, nem sei qual é a melhor. Boa "navegação"!
CC

Seminário

Dia 6 de setembro  decorreu no Cinema Charlot- Auditório Municipal  o seminário  “ Promoção da Cidadania e Igualdade de Género” Este e...