31 maio 2013

O que é ler?

E o Charroque da Prrofundurra passou. Já é doutorrr!


É claro que estamos a brincar! E também foi uma grande diversão a sua presença na escola. Miúdos  graúdos pareciam "abelhas ao mel"!. Acham que estou a inventar? Então perguntem a quem esteve cá ou então vejam as fotos. Nós adorámos e foi muito engraçado ouvir os mais corajosos a tentar imitar a leitura em "charroquês"! Até à próxima! CC



28 maio 2013

Mia Couto ganha Prémio Camões

A qualidade não pode ser ignorada. Esta é uma verdade indiscutível e, já mais de uma vez, aqui falamos deste escritor, dos seus livros e, inclusivamente, para além de os recomendarmos para sugestões de leitura,
os utilizamos para os nossos concursos. Desta vez falamos dele para destacar o seu merecido reconhecimento internacional, ao ser distinguido ontem no Rio de Janeiro com o Prémio Camões. Este prémio foi criado em 1988 por Portugal e pelo Brasil, no valor de cem mil euros e já foi atribuído a diferentes figuras tais como ao brasileiro Dalton Trevisan (2012) e ao português Manuel António Pina (2011). Pela segunda vez, o prémio é atribuído a um moçambicano, depois de José Craveirinha (1991). O júri valorizou a "vasta obra ficcional caracterizada pela inovação estilística e a profunda humanidade"  de Mia  Couto. Parabéns.
CC

27 maio 2013

Notícia de última hora: O Charroque da Prrofundurra voltou à Escola!

Bem, isto dito assim parece que o Charroque reprovou algum ano ou que  decidiu ir acabar o curso. Não é bem isso e acredito que já adivinharam! Vamos ter a visita do famoso Charroque da Prrofundurra, figura pública setubalense, qualquer dia fará parte da galeria dos VIP e então será um corropio em entrevistas televisivas e radiofónicas. Por isso, é melhor agarrá-lo enquanto ele está disponível que, do que eu conheço, o Charroco (peixe) é muito escorregadio. Deixemos-nos de trocadilhos... Está tudo combinado: dia 28 de maio, cá teremos o Charroque da Prrofundurra durante o intervalo da manhã (o maior) para falar convosco, dar autógrafos e mais algumas coisas que só os Charroques da Prrofundurra sabem fazer e assim será surpresa! Aguardemos. Até amanhã.
CC

22 maio 2013

Comemorar o Mar

Até parece que vos consigo ouvir pensar: Mas qual mar? Aqui é rio, o rio Sado? Pois é, este este nosso rio entra mar adentro, tal como nós fizemos muitos anos antes, na figura dos descobridores. Já não somos argonautas, nem astronautas, agora somos cibernautas.  Então vamos à aventura no nosso espaço virtual!
Entre 22 e 30 de maio teremos uma exposição de fotografias de Américo Ribeiro cedidas pela Casa Bocage subordinadas aos temas "O Rio como Rede", "As Ostras de Setúbal" e "Memórias de Setúbal" e vão ainda ser apresentados pequenos filmes sobre Setúbal durante os anos 30.
Em simultâneo, com a exposição fotográfica, serão apresentados alguns trabalhos  realizados pelos alunos, tais como páginas do Livro Gigante  cuja temática , este ano, se prendeu com o mar.  
Na última semana de aulas será inaugurado o golfinho decorado pelos alunos, na sequência do concurso "Projeto de desenho e pintura para o golfinho" com a atuação do coro Lima Vox. Para encerrar, não com fogo de artifício mas quase, numa parceria entre a Biblioteca e o grupo de Educação Física haverá uma corrida de orientação, que só se poderia chamar "Correr num mar de Palavras"! Estão prontos? Então encham bem esses pulmões de ar porque vão precisar de muito fôlego...  Barbatanas à obra!
CC

20 maio 2013

Uma "Vertigem Azul" na nossa escola...

No passado dia 15 de maio a  Empresa "Vertigem Azul" esteve presente na nossa escola para apresentar uma sessão sobre os golfinhos do Sado "Roaz corvineiro",dinamizada pela Dra. Maria João Fonseca.

golfinho-comumgolfinho-nariz-de-garrafagolfinho-roaz ou roaz-corvineiro é talvez a mais famosa e conhecida espécie de golfinho do mundo, não somente por ser a espécie do famoso golfinho da série de televisão Flipper, mas também em função de sua distribuição ao longo de águas costeiras e oceânicas em todos os mares do planeta com exceção dos mares polares. Os maiores encontram-se no Brasil, onde chegam a alcançar 4 metros de comprimento.  Mas ainda ficámos a saber que as barbatanas dorsais são diferentes entre golfinhos, como se fosse uma impressão digital; a comunidade do nosso estuário é constituída por  27 golfinhos e que os golfinhos-fêmea têm uma gestação de 12 meses e durante um período de 4 a 5 anos se dedicam apenas à sua cria. Como podem ver, foi realmente interessante e por certo muito ficou por dizer. Uma coisa vos garanto, a vontade de entrar num barco e sair à procura deles, essa nem vos conto...

Que me dizem?

CC

Seminário

Dia 6 de setembro  decorreu no Cinema Charlot- Auditório Municipal  o seminário  “ Promoção da Cidadania e Igualdade de Género” Este e...