11 fevereiro 2014

Proteção de Dados, na Internet

Divulgamos mais dois textos de opinião das alunas Rita Ribeiro e Miriam Bácar, ainda sobre a temática "Proteção de Dados", na Internet.
Amanhã  publicaremos textos de opinião sobre um novo tema - "Jogos online" - fiquem atentos.


Eu acho que o ato da rapariga foi errado, pois ao publicar a sua vida pessoal, as pessoas ficaram a saber tudo sobre ela.
A mensagem principal que os ladrões “receberam” foi quando ela e a família sairam de casa e assim, o ladrão entrou à vontade na casa da rapariga.
Com isto, aprendemos que não devemos publicar a nossa vida pessoal, pois já sabemos o perigo que corremos.
Rita Ribeiro, 5ºD




Eu penso que a menina não devia ter comunicado todos os seus passos porque ao mandar mensagens, fala com desconhecidos e ficam a saber todo o seu percurso diário.
Assim deu oportunidade a que soubessem quando é que não estava em casa e que o ladrão visitasse a sua morada.
Acho que o ato da rapariga foi errado.

Miriam Bácar, 5ºD 

Sem comentários: